facebook twiter Youtube

Festa do 2 de Julho terá como tema “Salvador – Marco da Independência”


750_2017627205156840

As comemorações em homenagem à Independência da Bahia terão como tema “Salvador – Marco da Independência”. Os festejos têm início nesta sexta-feira, 30, com a saída do fogo simbólico da cidade de Cachoeira, no Recôncavo baiano, em direção ao bairro de Pirajá, em Salvador. Em 2017, é celebrado o 194º aniversário da Independência.

O fogo, que será conduzido por soldados do Exército Brasileiro e atletas baianos antes de chegar a Pirajá, vai passar pelas cidades de Saubara, Santo Amaro da Purificação, São Francisco do Conde e Simões Filho, todas do Recôncavo.

O local de partida, Cachoeira, foi onde o Brasil rompeu relações com a Coroa Portuguesa, em 25 de junho de 1822, e deu início à Batalha que libertaria o país do domínio português, em 2 de julho de 1823.

Celebração religiosa

No sábado, 1º de julho, as comemorações começam às 9h, com a tradicional celebração religiosa do Te Deum, uma missa em forma de canto. Este ano, o Te Deum vai homenagear a historiadora Consuelo Pondé de Sena, que lutava pela preservação e valorização da celebração no estado.

Às 16h, quando o fogo simbólico deve chegar ao bairro de Pirajá, haverá o acendimento da Pira, no Largo de Pirajá, o hasteamento das bandeiras por autoridades e a colocação de flores no túmulo do General Labatut.

No grande dia, domingo, 2 de julho, uma alvorada com queima de fogos na Lapinha, às 6h, abre a programação do dia. Às 9h, as bandeiras do Brasil, da Bahia, de Salvador, e do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB) são hasteadas sob a execução do Hino Nacional pela Banda de Música da Marinha do Brasil.

Logo depois, os já conhecidos carros emblemáticos do Caboclo e da Cabocla são entregues pelo presidente do IGHB, Eduardo Morais de Castro, para desfilarem no bairro da Liberdade, Santo Antônio Além do Carmo, Pelourinho e Avenida Sete, em direção ao Largo Dois de Julho, no Campo Grande. Um cortejo cívico acompanha os carros, saindo da Lapinha às 9h30.

As comemorações do dia se encerram por volta das 17h, no Campo Grande, em mais um hasteamento das bandeiras, colocação de flores no monumento ao 2 de Julho pelas autoridades presentes e acendimento da pira do fogo simbólico pelo atleta cabo da Polícia Militar (PM-BA) José Francisco Rodrigues.

Cultura

Também estão programadas para o domingo diversas atrações culturais. O XXV Encontro de Filarmônicas, sob regência do maestro Fred Dantas, tem início às 17h30 e segue até 21h30, no Campo Grande.

Na segunda, 3, ainda no Campo Grande, o público vai poder participar do Baile da Independência com a Orquestra do Maestro Fred Dantas, das 18h às 21h30.

O evento se encerra no dia 5 de julho com a volta dos carros do Caboclo e da Cabocla à Lapinha. A orquestra do maestro Reginaldo de Xangô, fanfarras e grupos culturais participam do ato.

 

Participação de idosos no mercado formal de trabalho cresce 30% em cinco anos

Estação Pirajá terá mudança na operação e registro de passagem

Deixe seu comentátio

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *