facebook twiter Youtube

Congresso da FEC-BA fortalece debate sobre importância da unidade no movimento sindical


Com os temas avançar a organização, fortalecer o sindicato na base e vencer as reforma, o presidente da Federação dos Comerciários da Bahia (FEC-BA), Reginaldo Oliveira, deu inicio ao 2º Congresso da entidade na noite desta sexta-feira (23), no espaço Cultural do Sindicato dos Comerciários de Salvador.  O encontro teve como objetivo definir um plano de ações para unificação do movimento sindical, debater estratégias para a saída da crise e a retomada do crescimento.

“Aqui nós temos a ideia do que será este Congresso e que nós não vamos discutir somente a questão da campanha salarial, discutiremos a intervenção e participação política dos trabalhadores na sociedade. Juntos debateremos a construção de um programa avançado e democrático para a saída da crise, com retomada do crescimento, do patrimônio nacional, do emprego, da distribuição de renda e da soberania nacional”, destacou o presidente que deu as boa vidas aos participantes e fez a abertura oficial do evento.

A abertura do 2º Congresso contou com a participação da secretária do Trabalho da Bahia (Setre) Olívia Santana, da deputada Federal Alice Portugal, do deputado federal Nelson Pelegrino, do vereador Jairo Araujo de Itabuna,  do vereador de Salvador Hélio Ferreira, do presidente Federação dos Bancários BA/SE,  Hermelino Neto, do presidente da CTB-BA, Pascoal Carneiro, do presidente da CUT Bahia, Cedro Silva e representantes de outras categorias.

De acordo com Olívia Santa, a realização do Congresso é fundamental para avançar na luta e organizar o movimento sindical. “Estamos vivendo um ataque aos direitos trabalhistas, por isso, as organizações sindicais precisam se fortalecer para combater essa onda conservadora  que vem acontecendo no país. É fundamental a afirmação dos direitos dos trabalhadores e trabalhadores.  Nós temos aí a ameaça da reforma da Previdência que  se não houver organização dos trabalhadores,  vamos sofrer mas um impacto, mais uma derrota e Isso não pode acontecer”, destaca Olívia.

Na mesma linha, a deputada federal Alice Portugal destacou a importância do movimento sindical para enfrentar os retrocessos pelo o qual o país vem passando. Segundo ela, o movimento sindical precisa de um padrão de luta, precisa ser uma escola social para conscientizar os trabalhadores.

“Neste momento em que vocês se reúnem para definir a trajetória dos sindicatos dos comerciários em toda Bahia, através da sua Federação, eu quero dizer que é hora de nos rebelarmos contra esse golpe parlamentar e jurídico que abateu a democracia no Brasil. Uma democracia ainda jovem, mas que fez com que esses últimos governos de Lula e Dilma fossem os melhores da história da República. Pela primeira vez um filho de uma comerciária, chefa de família, simples vira doutor”, ressaltou a deputada.

Já o presidente da CTB-BA, Pascoal carneiro destacou a importância dos temas abordados pelo Congresso e a participação de outras categorias na atividade para consolidar a unidade e fortalecer a luta.

“Esse congresso é muito importante porque a FEC está buscando unir e organizar os sindicatos, unidade para a luta e organizar para vencer. Com essa atividade, a Federação está dando uma resposta a todos esses ataques que vêm por aí, seja na esfera sindical ou na esfera trabalhista e previdenciária. Vencemos a batalha da reforma da Previdência com o povo na rua e temos outra para vencermos que é o imposto sindical que com certeza venceremos”, enfatizou.

O presidente da CUT Bahia também defendeu a unidade no movimento sindical.  “Nós temos a obrigação de nos unir cada vez mais para continuar com o enfrentamento de todas as tentativas de retiradas de direitos dos trabalhadores e trabalhadoras. Precisamos participar dos atos que somos chamados, das mobilizações de rua para avançar na defesa dos direitos da classe trabalhadora e impedir a retirada de direitos”, ressaltou.

Confira como foi a abertura do evento, feita pelo presidente da FEC-BA, Reginaldo Oliveira: 

Se patronal não negociar comerciários de Irecê vão parar, alerta Secir

Eleita a nova diretoria da Federação dos Comerciários da Bahia

Deixe seu comentátio

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *